Claudio Henrique de Castro escreveu para o site Sobre Administração algumas dicas para criar uma cultura inovadora nas empresas. Castro é formado em Administração com ênfase em comércio exterior e pós-graduando em Finança Empresarial pela faculdade Pitágoras. É empresário do ramo de alimentos e eventos, escreve sobre o desafio e a satisfação de gerir uma pequena empresa. É editor do blog http://www.papoempresario.blogspot.com

 

As pequenas empresas são consideradas as maiores geradoras de empregos e uma das maiores geradoras de inovação no nosso mercado. Porém, quem cuida de uma pequena empresa sabe o quão complicado é conseguir tempo e recursos para moldar uma cultura de inovação, tendo que lidar com restrições tradicionais, como a de caixa e pessoal. Então, eu pergunto: como pode as pequenas empresas conseguirem implementar tantas inovações?

A resposta está na facilidade em moldar seus processos e sua cultura inovadora, por conta do seu tamanho e flexibilidade, mesmo com as dificuldades encontradas. Nas grandes empresas esta dificuldade é ainda maior, sendo que são poucas as grandes empresas reconhecidas por sua força inovadora, como a 3M, por exemplo.

Muitas das grandes empresas têm dificuldade em lidar com o seu gigantismo, uma vez que é muito mais fácil catequizar 12 funcionários do que 12 mil. Desta forma, se a pequena empresa conseguir se desenvolver, desde o início de suas atividades, com esta cultura, mesmo quando ela tiver seus 12 mil funcionários, tal cultura já estará no DNA da empresa e de seus colaboradores.

Assim vou deixar algumas dicas para que você consiga criar uma cultura inovadora em sua empresa:

Permita e incentive seus funcionários a resolverem problemas: Mais importante do que identificar os problemas é garantir que seus funcionários tenham a autonomia e a iniciativa para resolvê-los. Quando um funcionário vem até você apresentando um novo problema, é muito importante que você faça a seguinte pergunta: “Como podemos resolver este problema?”.

A experiência de seus funcionários será fundamental para uma solução eficiente dos problemas que surgem dentro da empresa. Esta prática de incentivo à solução dos problemas por parte dos colaboradores cria uma cultura onde os mesmos sempre procurarão resolver os problemas o quanto antes, evitando danos maiores.

Traga seus principais clientes para conhecer o interior de sua empresa: Já discutimos sobre como identificar seus principais clientes, e agora é hora de levá-los para conhecer partes do seu processo de produção. Esta prática ainda pouco comum, permitirá que os seus melhores clientes dêem sugestões a respeito de possíveis melhorias em seus produtos, coisas que poderiam ser implementadas, outras que deveriam ser modificadas etc. Esta, sem dúvidas, é uma forma diferente de prestigiar seus clientes e ainda obter um feedback direto sobre seu produto/serviço.

Permita que seus funcionários aprendam mais de uma função na empresa: Mais importante que ter gerentes polivalentes com múltiplas competências é ter a cultura de desenvolver funcionários que conheçam os principais métodos e processos da empresa. De tempos em tempos leve funcionários para conhecer e vivenciar diferentes partes da empresa e crie uma cultura de diálogo entre eles. A experiência repassada pelos colaboradores antigos e a vivência em todas as áreas da empresa tornará sua equipe ainda mais forte.

Permita que seus funcionários mudem: É importante que seus funcionários possam desenvolver o ambiente de trabalho que melhor se adapta a eles. Lógico que é importante ter um padrão, mas devemos customizá-los o máximo possível para uma experiência satisfatória para os colaboradores, assim como é importante permitir que os colaboradores possam tirar um tempo para seus projetos pessoais dentro da empresa. Incentivar seus funcionário a criar novas idéias é a principal arma para o aparecimento de intraempreendedores.