Este texto foi extraído do site ReadWriteWeb e fala sobre a importância para uma start up da gestão de marca. De se trabalhar a reputação e consolidar uma imagem desde sua criação.

Uma das maiores oportunidades que existem hoje no mundo das startups e do empreendedorismo está no campo de Branding (Construção de marca). E quando falamos em branding, não queremos dizer um investimento maior em publicidade ou no RP, e nem mesmo no amplo conceito de “marketing.” Quero dizer um foco maior na dedicação de tempo, dinheiro e esforço numa abordagem sistemática para que sua empresa seja um ícone memóravel, um pedaço de significado na cabeça das pessoas.

Já pensou no que torna a marca da Coca Cola uma imagem tão poderosa? Certamente não é a palavra, ou a logomarca. É todo um conjunto de experiências associadas aos elementos que compõem a imagem da empresa.

Muitas vezes se ouve a desculpa de que as startups não têm tempo para isso na luta do dia a dia, tentando sobreviver e prosperar para manter as luzes acesas.

Lamento dizer, mas se está pensando assim, você não está entendendo nosso foco.

Primeiro, uma definição: o que significa “construir marcas?” Lembre-se que as marcas realmente ganharam destaque no despertar da Revolução Industrial, onde as marcas foram uma maneira para que as pessoas demonstrassem a consistência de um produto. Então, com uma definição, a marca é…

Um conjunto de percepções e imagens que representam uma empresa, produto ou serviço. Embora muitas pessoas se referem a uma marca como um logotipo, slogan ou jingle de áudio, uma marca é algo muito maior. Uma marca é a essência ou a promessa do que será entregue ou experimentado.

Pense nisso por um segundo. Você e seu colega têm uma ideia incrível para uma empresa. Você criou o nome e seu co-fundador criou o que você achou ser um logotipo legal. E vocês ainda criaram um slogan que os dois aprovaram.

Mas você já pensou na sua startup ou ideia como se fosse uma marca?

Você já pensou em como sua “marca” será uma promessa para os consumidores? Você projetou a Identidade Visual da Marca? Essas expressões não são apenas palavras que gerentes de marca e executivos de agências empregam. Elas são ferramentas que os gestores de marcas utilizam para criar e manter marcas icônicas como a Nike, Coca-Cola e a Tide.

Pensando nisso, acho que há uma necessidade no mercado de startups, pessoas que possam aplicar os princípios e a disciplina do Brand Building ao mundo do empreendedorismo. Os Brand Marketers já sabem que uma marca é muito mais do que um nome, uma logo bem feita ou um plano de marketing. Uma marca é o produto e a experiência do usuário e o marketing e muitas outras coisas.

Simplificando, quando o Brand Building realmente funciona da maneira que se espera, a soma é maior do que as partes.

Então, se você trabalha em uma startup, já passou da hora de começar a pensar sobre sua marca hoje, e não amanhã. Se você é um VC, pode ser uma boa hora para sentar com o seu portfólio de empresas e perguntar a todas elas o que elas estão pensando sobre suas marcas. A oportunidade é propícia para os líderes empreendedores abraçarem a construção de marcas no mundo das startups.

E, também, para os Brand Builders tradicionais que podem aprender com a agilidade e flexibilidade das startups. Afinal, todos precisamos de novas experiências, certo?

Anúncios