A rapidez com que as redes sociais cresceram e se multiplicaram é impressionante. A adesão do público brasileiro ao uso destas ferramentas é igualmente assustador.


De acordo com a pesquisa IBOPE/Nielsen, em 15 meses de existência, o  Orkut já alcançava mais da metade dos brasileiros. Em setembro de 2006, o YouTube já alcançava 1/3 dos internautas domiciliares.

Já a rede social Facebook cresceu 360% em apenas 1 ano. também em 1 ano, entre junho de 2009 e junho de 2010, o Twitter cresceu 169%, lembrando que o microblog foi criado em 2006.


Já foi visto que o brasileiro é o que mais passa horas na internet (44h/mês). muitas dessas horas são gastas assistindo vídeos online. Segundo estudo da empresa de estatísticas da indústria digital comScore, 36,5 milhões de brasileiros assistiram a vídeos na internet no mês de julho.

A pesquisa apontou que nos meses da Copa do Mundo, 6,7 bilhões de vídeos foram assistidos por usuários de internet no Brasil. Se considerado apenas o mês passado, seis em cada sete internautas brasileiros assistiram a vídeos online.

A pesquisa do IBOPE/Nielsen também revelou que a parcela adulta dos internautas procura informações sobre Esportes, Notícias, Bate-papo e Economia. Já a parcela jovem está interessada em Celebridades, Jogos, Downloads e música.

Entre os jovens, cada vez mais as redes sociais estão se tornando fonte de informações. As melhorias nos serviços de busca pela internet tem feito os brasileiros procurarem informações ‘por assunto’ mais do que entrar em um site e tentar encontrar a informação.

Somente o Facebook tem 500milhões de usuário. se fosse um país, perderia somente para a China e a Índia. A rede sociail Myspace possui  300 milhões de usuários e o Twitter  124 milhões. Entretanto, esses números continuam a crescer diariamente.

No Brasil, o campeão ainda é o Orkut, com 52 milhões de usuários enquanto no país o Facebook possui 6 milhões. (informações do Portal Exame).

Antes utilizadas para diversão, hoje as redes sociais estão se tornando um território comercial muito potente. Seja através da presença de empresas divulgando produtos/serviços, profissionais fazendo networking ou até mesmo pesquisas, as redes sociais estão se tornando referência para profissionais e empresas. contudo, é preciso ficar atento, a rotatividade destes sites é muito grande. O que hoje está ‘bombando’ amanhã pode ser superado por algo mais novo, criativo e inovador.