Fonte: Technology Ventures – From Idea to Enterprise, Drof C. R. e Byers H. T.

Este é o 23 artigo da série Criando EBTs de Sucesso. É o quarto texto do módulo IV– Criando uma estratégia  – seção I e foi extraído do livro Technology Ventures – From Idea to Enterprise

Seção I – Aborda o início de uma EBT alinhada com pontos vitais para o sucesso
Módulo IV –
Criando uma estratégia

BARREIRAS PARA ENTRADA

Barreiras para entrada são fatores que tornam a entrada em um novo ramo de negócio muito cara para a empresa. Quanto maiores os custos que os concorrentes potenciais necessitam suportar para entrar em um ramo de negócio, maiores serão as barreiras para entrada. As cinco barreiras potenciais para entrada são listadas na figura 4.5. A Economia de escala pode ser uma barreira em ramos de negócio onde os custos de produção são baixos apenas para uma estreita faixa de volume ou ocorrem somente para os maiores volumes.

Tabela 4.5 Os obstáculos potenciais à entrada em um ramo de negócio.

  • Economia de escala.
  • Vantagens de custo independente da escala.
  • Diferenciação do produto.
  • Dissuasão artificial.
  • Regulamentação governamental.
  • Custos de mudanças.

Vantagens de custo independentes de escala podem ser sustentadas por empresas estabelecidas, podendo dissuadir uma nova empresa de entrar. Por exemplo, empresas estabelecidas podem ter tecnologia proprietária, know-how, localizações geográficas favoráveis e curvas de aprendizado vantajosas. Tudo isto pode ser uma barreira para os estreantes no negócio. A diferenciação do produto indica que as empresas estabelecidas possuem identificação de marca e fidelidade de clientes que servem de barreira para os estreantes. Uma formidável barreira para entrada é a reputação ou a força da marca das empresas já estabelecidas. A dissuasão artificial como uma barreira ocorre quando as empresas estabelecidas esforçam-se para colocar barreiras não naturais a qualquer custo.

Elas podem usar preços mais baixos, produtos novos ou a força da marca para mandar um sinal aos entrantes em potencial de que reações intensas ocorrerão se eles tentarem entrar em seu mercado. Existem dois tipos de mercado econômico: substituíveis e insubstituíveis. Produtos substituíveis são comodities como mantimentos, bebidas tipo cola e gasolina. Em um mercado insubstituível como equipamentos de fabricação de semicondutores, a infra-estrutura associada requerida significa que, uma vez definida a compra de um sistema, desiste-se de tentar trocá-lo em razão dos altos custos de troca. Custos de troca são os custos para os clientes mudarem do produto de uma empresa estabelecida para o de uma empresa estreante no mercado. Quando estes custos forem altos, os clientes podem continuar com o produto da empresa estabelecida, mesmo se a estreante oferecer um produto melhor.