Esta é a segunda parte do texto traduzido do site interactive.com, o qual  mostra dicas importantes para as empresas que querem se destacar no mercado e ter vantagem competitiva. O foco deste artigo é a importância de conhecer seus clientes.


Depois que você identifica seus concorrentes, o próximo passo importante é definir claramente seus clientes.

Para identificar claramente a sua base de clientes, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

* Onde vivem os meus clientes?
* Aproximadamente quantos anos tem os meus clientes?
* Os meus clientes são, em sua maioria, do sexo masculino ou feminino?
* Qual o nível de renda médio do meu cliente?
* Quais são as necessidades dos meus clientes?
* O que motiva os meus clientes a comprar? Preço, qualidade, credibilidade, atendimento ao cliente, localização, etc.
* Quando os meus clientes fazem suas compras? Diariamente? Semanalmente? Mensalmente? Anualmente?
* O quanto meus clientes pesquisam sobre o produto/serviço antes de comprá-lo?
* Em quais serviços ou produtos meus clientes estão dispostos a gastar mais?
* Em quais serviços ou produtos meus clientes estão dispostos a gastar menos?
* Quais são os hábitos e as tendências de compra dos meus clientes?

Uma boa maneira de identificar o que seus clientes querem é falar com eles e realmente ouvir o que eles têm a dizer. O feedback dos clientes pode ser uma ferramenta barata e de valor inestimável na criação de uma vantagem competitiva.

Experiência Pessoal

Em qualquer momento os papéis podem se inverter e você pode ir de empresário a consumidor. Você pode visitar a mercearia ou a loja de sapatos, ou comer em um restaurante específico. Consciente ou inconscientemente, você a toma decisões sobre quais empresas vão receber o seu dinheiro. Pare e analise as escolhas que você faz. Você escolhe o supermercado grande ou o mercado de pequeno? Por quê? Se houver duas lavanderias perto, você tende a ir em qual? Por qual razão?

Faça uma lista de todas suas empresas favoritas e pergunte por que você gosta de fazer negócios com eles. O que sobre eles te atrai?

Agora faça uma lista de empresas com as quais você não faria negócios. Novamente, se pergunte a causa.

Analisando as experiências positivas e negativas pessoais que você teve como consumidor pode melhorar significativamente o seu próprio negócio. Você pode ser capaz de implementar políticas similares das coisas que você gostou e evitar por completo as que não funcionaram na sua opinião.