O blog da Valor & Inovação traz para você uma nova linha de conteúdo. Focada para desenvolver as capacidades pessoais de nosso leitores, nossa intenção é que você combine teoria com dicas práticas. Esta nova linha de conteúdo abordará assuntos relacionados a como ser uma pessoa mais inovadora; criar e estimular equipes inovadoras; desenvolver negócios de sucesso e outros temas relacionados a preparação para trabalhar melhor no universo da inovação.

Este texto foi traduzido de um blog muito interessante chamado Think Simple Now, e é baseado no livro de Scott Berkun The Miths of Innovation.

Os sete hábitos das pessoas altamente inovadoras

Você já olhou para as pessoas super criativas e inovadoras e sentiu que elas são seres abençoados com dons especiais? Alguma vez você sentiu que não é tão afortunado? Eu costumava me sentir assim. Eu tenho aprendido que a criatividade está mais relacionada com a psicologia que com o intelecto, e não existem segredos para ser criativo. Na verdade, não existe tal coisa como “ser mais criativo”, você já é um ser criativo.

Tenho certeza de que todos podemos nos relacionar a momentos em que nos sentimos presos tentando encontrar nossa própria criatividade. Você sabia que este bloqueio é apenas a sua mente trabalhando? Sua mente está criando todo tipo de hipóteses, restrições auto-impostas e inibições. Descobri que podemos remover esses pressupostos só por estar no momento, começar a fazer e parar de pensar.

Aqui estão sete hábitos das pessoas altamente inovadoras e criativas que eu organizei e resumi do livro de Scott BerkunOs mitos da inovação “.

1. Persistência – Inovação envolve mais do que apenas grandes ideias. Precisamos de fé, trabalho duro e foco nítido para o resultado final, para continuar insistindo na nossa visão em face de bloqueios. Nós tendemos a ver o resultado final de uma idéia criativa no temor, mas o que não vemos são as ações, o trabalho duro e persistência nos bastidores para tornar a visão em realidade.

“Invenção é 1% inspiração, 99% transpiração”,

-Thomas A. Edison

2. Remover Inibições – Sob o feitiço de inibição, nos sentimos limitados e presos. Precisamos libertar dessas restrições a nossa mente criativa, removendo suposições e restrições. Isto é o que nos referimos quando dizemos “pensar fora da caixa”. Ter incentivo a estar abertos a novas idéias e soluções sem definir crenças limitantes. Lembre-se, a inovação está mais relacionada com a psicologia do que com o intelecto.

3. Correr riscos, cometer erros – Acredito que parte da razão pela qual nós criamos uma inibição auto-imposta é devido ao nosso medo do fracasso. É preciso esperar que algumas idéias irão falhar no processo de aprendizagem. Construir protótipos, muitas vezes testá-los com as pessoas, recolher feedback e fazer as mudanças. Ao invés de tratar os erros como fracassos, considerá-los como experiências. “Experiência é o fracasso esperado para deliberadamente aprender alguma coisa.” (Scott Berkun). Em vez de se punir por causa das falhas, aceitá-las e, em seguida, pegue seu conhecimento e o coloque em prática no sentido de encontrar a melhor solução. Viva de acordo com seu objetivo de produzir o melhor resultado, mas entenda que você pode bater em obstáculos pelo caminho.

“Eu não falhei. Eu apenas encontrei 10.000 maneiras que não vão funcionar.

-Thomas A. Edison

4. Escape – Nosso ambiente pode afetar como nos sentimos. Quanto mais relaxado e calmo estamos internamente, mais receptivo estamos a deixar nossa criatividade fluir. É por isso que as ideias às vezes chegam até nós no chuveiro ou quando estamos sozinhos. Cada um de nós tem diferentes gatilhos para acessar a energia criativa. Grandes pensadores fazem longas caminhadas para ajudá-los a resolver problemas. Experimente e descubra o que funciona para você.

5. Escrever as coisas – Muitos inovadores e criativos mantêm um diário para anotar as ideias e pensamentos. Alguns mantêm um caderno de desenho, bloco de anotações, post-it. Todos eles tem um método para capturar os seus pensamentos, pensar no papel para soltar suas inibições e iniciar o processo criativo. O famoso caderno de anotações de Leonardo Da Vinci foi comprado por Bill Gates por US$ 30,8 milhões de dólares.


6.
Encontrar padrões e criar combinações – Ideias vêm de outras ideias. Você sabia que Edison não foi o primeiro que surgiu com a invenção da lâmpada? Ele foi o primeiro a construir um filamento de carbono viável dentro de um bulbo de vidro, que fez as lâmpadas durar mais tempo. Você pode aumentar a sua exposição a novas ideias, buscar padrões e ver como você pode combinar ideias para melhorar em cima de soluções existentes.

7. Curiosidade – Muitos inovadores são apenas pessoas que são curiosas e gostam de resolver problemas. Pratique ver as coisas de forma diferente. Por exemplo, quando você vê a solução para um problema, pergunte a si mesmo: “Quais são as formas alternativas de fazer isto?”. Faça monte de perguntas e desafie as normas ou métodos existentes.

Aqui estão algumas técnicas que você pode aplicar para cultivar a criatividade:

  • Mantenha um ‘diário’ – Escreva cada pensamento, idéia, inspiração. Pratique, debata e reflita no papel.
  • Resolver o problema oposto – Scott falou sobre essa técnica. A ideia é inventar e debater, resolvendo o problema oposto ao que você está tentando resolver. Por exemplo, se você está tentando criar “O projeto do melhor laptop”, Inicie com idéias para criar “O projeto do pior laptop”. Para cada ideia que você tenha, inverta. Por exemplo, se “pesado e desajeitado” é uma ideia para “O pior desenho do laptop”, então invertendo poderia ser “leve e elegante”, que pode ser usado em “O projeto do melhor laptop”.

Esta técnica funciona particularmente bem quando se tem brainstorm em grupo. A técnica soa tão absurda que as pessoas vão se tornar lúdicas ao responder. O humor diminui a inibição e encoraja as pessoas a dizer coisas em voz alta. As pessoas se sentem menos inseguras e mais abertas.

  • Encontrar um ambiente criativo – Encontrar um ambiente relaxante e inspirador que desencadeie a sua criatividade. Experimente diferentes locais até encontrar algum que realmente desperte o melhor em você.
  • Fazer algo divertido – Se você está preso em alguma coisa, mude seus pensamentos e vá fazer algo divertido e completamente diferente. Volte com a mente fresca.
  • Parcerias – Encontre parcerias criativas. Novas ideias podem aparecer como resultado de duas forças. Pensem juntos.
  • “Se comprometa com a falha” – “Comprometa-se a correr riscos sabendo que você irá falhar algumas vezes. Se você não estiver falhando, não estará fazendo algo suficientemente difícil ou criativo. “-Scott Berkun
  • Converse com alguém sobre isso – Descobri que quando eu tento explicar um problema particular para alguém, que de alguma forma tento articular também uma solução.
  • * Plano para bloqueios– Se comprometa em encontrar esforços para superar possíveis contratempos. Scott falou sobre os bloqueios mais comuns que pessoas enfrentam: Perda de motivação, sem dinheiro, incapaz de convencer pessoas-chave.

Quais características você acredita que uma pessoa inovadora deve possuir? Compartilhe sua opinião.