Fonte: Technology Ventures – From Idea to EnterpriseDrof C. R. e Byers H. T., págs 1 a 5.

Este é o primeiro artigo da série Criando EBTs de Sucesso. É o primeiro texto do módulo 1 – O capitalismo e o empreendedor da área de tecnologia – seção I e foi extraído do livro Technology Ventures – From Idea to Enterprise

Seção I – Aborda o início de uma EBT alinhada com pontos vitais para o sucesso
Módulo I –
O capitalismo e o empreendedor da área de tecnologia


O EMPREENDEDOR E OS DESAFIOS

Riqueza e mudança social são criadas por pessoas que conseguem superar-se e dedicam-se a tarefas dignas e empreendimentos que fazem diferença no mundo. Um empreendedor é uma pessoa que se compromete com a criação de um empreendimento ou um negócio e que tem chances de obter lucro (ou sucesso). Empreendedores distinguem- se entre si pela habilidade de acumular e administrar conhecimento, bem como pela sua habilidade de mobilizar recursos para alcançar um negócio específico ou uma meta social. [Kuemmerle, 2002].

O empreendedor é um destemido e um imaginativo, capaz de se desviar dos métodos e práticas de negócios já estabelecidos e que constantemente busca oportunidades para comercializar novos produtos, tecnologias, processos e regimes [Baumol, 2002]. Empreendedores são qualificados pela criatividade aplicada, prosperam em resposta a desafios e procuram soluções não convencionais. Eles enfrentam desafios, criam visões para soluções, constroem histórias que explicam as suas visões e agem para ser uma parte da solução. Eles forjam novos caminhos e riscos de falha, mas buscam insistentemente o sucesso.

Empreendedorismo é muito mais do que a criação de um negócio e a riqueza associada a ele. Ele está focado na criação de um novo empreendimento que sirva à sociedade e traga uma mudança positiva. Empreendedores podem criar grandes empresas que exibem desempenho, liderança, reputação e longevidade.

Os empreendedores buscam atingir uma meta criando uma organização que abordará as necessidades da sociedade e do mercado. Os empreendedores estão preparados para responder aos desafios de superar obstáculos e construir um negócio. Quando se deparam com situações difíceis, eles estão preparados para fazer um esforço extra para superar estes obstáculos e serem bem sucedidos.

Para um empreendedor, um desafio é o chamado para responder às tarefas difíceis e o comprometimento para levar a cabo o empreendimento requerido.

Richard Branson, criador da Virgin Group disse [Garrett, 1992]:

“Desde quando eu era um adolescente, se algo fosse um desafio eu o atacava e aprendia com ele. Era isto que me interessava na vida – criar testes para mim e tentar provar que era capaz de resolvê-los.”

Empreendedores são pessoas flexíveis que atacam problemas, determinados a encontrar uma solução. Os elementos da habilidade de superar desafios estão sumarizados na tabela 1.2.

Smith e outros empreendedores reconhecem uma mudança na sociedade e em suas necessidades e então, baseados nos seus conhecimentos e habilidades respondem com uma nova maneira de fazer as coisas. Tipicamente, os empreendedores criam uma nova resposta para uma oportunidade recombinando pessoas, conceitos e tecnologias em uma solução original.

Quando uma pessoa sabe que está pronta para assumir o papel de um empreendedor? Quando a pessoa está pronta para assumir o risco e os esforços, está realmente motivada a organizar um empreendimento para vencer o desafio do empreendedorismo. Ela provavelmente saberá disto, pois não pensará em outra coisa que não seja o desafio e as oportunidades que ele gera.

Uma oportunidade é uma junção favorável de circunstâncias com uma grande chance de sucesso e de progresso. O trabalho de um empreendedor é encontrar novas idéias e colocá-las em prática. Empreendedores respondem às oportunidades pela exploração de mudanças, necessidades ou novas habilidades ou conhecimentos no contexto de sua indústria.

Assim, empreendedorismo pode ser descrito como a identificação e a exploração de oportunidades ainda não exploradas [Hitt, 2001]. Felizmente, para os iniciantes esta é uma disciplina sistemática e repetitiva que pode ser aprendida.

O empreendedorismo consiste na inovação ou introdução de uma mudança criativa. A mudança é geralmente considerada como parte de uma expectativa empreendedora. Neste sentido, o empreendedor é um agente de mudança. Agentes de mudança prosperam em uma terra de oportunidades na qual uma pessoa pode sair do zero para se tornar um milionário, dependendo apenas de seus talentos e de trabalho árduo.

Visto que cerca de um terço ou menos dos novos empreendimentos sobrevivem após seus primeiros três anos, empreendimentos de risco podem ser vistos como experimentos ou sondas dentro de um mercado. Essa abordagem é consistente com as metas dos agentes de mudança que estão dispostos a aceitar a falha como um resultado potencial de seu empreendimento.

Independente do fato da oportunidade correta ter surgido, uma pessoa pode aprender a atuar como um empreendedor, tentando executar a atividade de uma maneira barata. O aspirante a empreendedor deveria se possível, engajar-se na seguinte seqüência: fazer uma coisa e depois refletir sobre ela. Para evitar o reino dos sonhos e das fantasias, uma pessoa precisa começar a prática da experimentação, testes e aprendizagem sobre seu negócio [Ibarra, 2002]. O primeiro passo é transformar pequenos experimentos em novas atividades com equipes de empreendedores ou pequenos empreendimentos. Através destes pequenos experimentos o empreendedor encontra novos contatos e mentores. Eles podem também encontrar um desafio que servirá como um catalisador para um novo empreendimento.